sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

mangá Nacional: Holy Avenger




Resolvi fazer essa matéria depois que comecei a notar que muitos fãs de mangás, HQs e RPG nunca tinha lido Holy Avenger, apesar de ter uma certa fama.

Holy Avenger é uma sére de Mangá nacional, com roteiro de Marcelo Cassaro (criador do sistema de RPG 3D&T, autor de diversas matérias da revista Dragão Brasil, e tambem um dos criadores do cenario de RPG Tormenta), com arte de Erica Awano (Que alem de ter ilustrado diversos livros de RPG da autoria de Marcelo Cassaro, tambem trabalhou em um mangá de Mega Man, e HQ de Warcraft e Alice no Pais das maravilhas, sendo essa ultimo com roteiro de Leah moore, filha de Alan Moore. Infelizmente não consegui encontrar mais informações sobre esse trabalhos dela).

A estória de Holy Avenger se passa em Arton, continente ficticio do cenario de RPG Tormenta (para quem não conhece, Arton é um mundo de "Fantasia Medieval").
La, Lisandra, uma Druida que vivia isolada em uma floresta habitada apenas por animais, começa a buscar uma jóia que lhe foi mostrada em sonhos, acreditando ser uma missão divina a busca dessa joia.
As jóia em questão é os rubi da virtude, sobre os qual até então Lisandra não possuia nenhum connhecimento.

Logo Lisandra vai a Valkaria, a principal cidade do continente, mesmo sem entender nada dos costumes humanos (sem entender, por exemplo, por que seu lobo não pode passear em meio a avenidas), pois em seus sonhos havia recebido a mensagem de que deveria procurar Galtran, o maior ladrão de Arton, para que ele lhe auxiliasse. Lisandra acaba por encontrar Galtran, mas não o Galtran que procurava. Ao invés do maior ladrão do mundo, ela encontrou seu filho, Sandro Galtran, inexperiente e atrapalhado, sem nenhum treinamento com ladrão, Sandro é burro como uma porta e não consegue fazer nada direito.

Após algumas dificuldades, eles conseguem encontrar o Rubi da virtude, e após isso se separam.
Porem, separados, ambos descobrem que na verdade, os Rubis da virtude eram varios, e não apenas um. Então enquanto Lisandra começa a buscar os Rubis para concluir sua missão, com ajuda de Tork, seu pai adotivo Troglodita-anão, alcoolatra, louco por uma briga, enquanto Sandro tenta acha-los para entrega-los a Lisandra, sendo ajudado por Niele, uma elfa, maior "maga" de Arton, que não possui nenhum pudor.

Não sei se consegui passar bem o clima da estória, mas Holy Avenger é uma das melhores comédias que ja li em mangá, sendo e uma estória de comédia e aventura, apesar de ter alguns momentos mais focados no romance ou na ação.

Holy Avenger é excelente tanto em sua estória quanto em sua arte, não sendo a toca que é considerado um dos maiores (se não o maior) mangá nacional ja publicado.

Originalmente, foi publicado pela editora Trama (que mais tarde teve seu nome mudado para Talismã), em formato americano, em 40 capitulos de cerca de 30 paginas, tendo algumas paginas coloridas em todos os volumes. Uma das coisas interessantes, era que em alguns dos volumes vieram brindes com Cards de personagens e adesivos, fora que costumava ter no final de cada volume uma mini-matéria, normalmente sobre RPG. Nas primeiras edições elas foram mais focadas em fazer com que os fãs de Mangás e HQs que não conheciam o RPG pudessem conhece-lo, e mais adiante começou a serem introduzidas ambientações que apareciam no mangá, adaptadas para sistemas de RPG.

Mais tarde, foi republicado em um formato encadernado, em cinco volumes (cada um dos volumes encadernados correspondendo a oito volumes da publicação original), tendo exatamente o mesmo conteudo da publicação anterior, porem em formato encadernado.

Devido ao sucesso, acabaram sendo publicados os volumes 41 e 42, contando eventos envolvendo os filhos que dois dos protagonistas acabaram tendo (se eu não disser os nomes não é spoiler, certo?), e tambem 4 volumes especiais, contando o passado de 4 dos personagens.

Alguns anos depois, foi publicado Holy Avenger VR, tambem pela trama editora (agora ja chamada talismã). Holy Avenger VR na verdade não era conteudo novo, mas sim uma republicação de Holy Avenger. Ao invés de ter paginas coloridas, tinha todas em preto e branco, para que a reticula pudesse ser melhor feita (o que melhorou muito a qualidade da arte, que ja era boa!), fora que algumas cenas foram modificadas. Os volumes agora tinham o dobro de conteudo, cada volume de Holy Avenger VR correspondendo a 2 de Holy Avenger.
Porem, Holy Avenger VR acabou por ser cancelado no volume 6, pois devido a problemas com a mudança de diretor da editora, todas as publicações de Histórias em Quadrinhos e RPG foram encerrados (o que foi terrivel, pois a Trama/Talismã publicou muito material de RPG e HQ nacional de alta qualidade durante o periodo em que durou!).

Então, Holy Avenger voltou a ser publicado mais uma vez, dessa vez pela editora Mythos. Agora possuindo o nome de Holy Avenger Reloaded, era em quase todos os aspectos identica a Holy Avenger VR, com excessão das capas (que eram baseadas no, até então, recem-anunciado desenho animado de Holy Avenger) e de alguns breves textos e tirinhas.
or motivos que desconheço e não consegui descobrir, Holy Avenger Reloaded foi cancelado em seu volume 10.

Como mencionei, foi anunciado por volta de 2004 o desenho animado de Holy Avenger. Apesar de ter sido anunciado, acabou não saindo até hoje. Há diversas informações justificando o motivo, apesar de eu não ter certeza sobre a veracidade de nenhuma delas. Uma das fontes dizia que a animação acabou por não ser feita devido ao fechamento da escola de animação que estava realizando o trabalho, enquanto outra dizia que foi devido a problemas com uma lei de incentivo a produção cultural, que acabou por não dar o apoio devido a produção. Independente da razão, a animação foi paralisada, apesar de ser possivel encontrar algumas imagens e até uma animação de abertura (que foi rejeitada devido a baixa qualidade da animação) na internet, a abertura pode ser vista no youtube.

Mais tarde, Marcelo Cassaro disse que não haveria mais uma série de animação, mas que faria um ou dois filmes de animação de Holy Avenger, apesar de após isso não ter revelado nenhuma outra informação.


Holy Avenger, apesar aparentemente ter sido esquecido, e de ser desconhecido por grande parte do publico (principalmente os que gostam de mangá/HQ a menos tempo), é um dos melhores mangás ja pbulicados aqui, estando a frente de muitos mangás e HQ Japoneses, Americanos, Coreanos e Brasileiros que fazem sucesso por ai!

Segue abaixo o link com download de Holy Avenger, lembrando que Marcelo Cassaro afirma que não se importa que façam downloads de obras suas que não tem mais como ser adquiridas.