segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Resenha: Thor 2 - O Mundo Sombrio - Belo, Engraçado, mas para por ai.

Bem, antes de tudo acho bom avisar duas coisas.
Uma delas é que eu dormir depois que Loki e Thor chegaram no reino dos elfos negros e só acordei na batalha final (antes que xinguem, no começo do filme já se torna extremamente obvio que isso aconteceria, então nem chega a ser spoiler), de forma que posso falar algo de errado em função de algumas cenas perdidas.
A outra é que o texto esta livre de spoilers, para a sua alegria. Existem menções a acontecimentos do filme, mas todas feitas de formas velada ou se referindo a coisas que ficam claras logo no início do filme.

Após os eventos de "Thor" e "Os Vingadores", Thor está envolvido em conflitos para assegurar a paz nos nove mundos, adiando contra sua vontade seu encontro com Jane, sua amante de Midgard.
Quando fenômenos estranhos começam a acontecer na terra, Jane acaba novamente se envolvendo em perigos que levam Thor a seu socorro, desencadeando todos os acontecimentos do filme.


O enredo do filme a princípio parece um clichê simples (principalmente pelo que era mostrado nos trailers), no entanto acaba por ter uma certa originalidade - nada genial, mas o filme conseguiu me surpreender em alguns momentos, e teria me surpreendido ainda mais se todos os trailers na televisão e internet já não tivessem exibido exaustivamente que Thor pediria ajuda para Loki.
Na verdade, a meu ver a surpresa esta mais por conta de os trailers terem me dado a impressão de que o filme teria um enredo deplorável, de forma que tendo contato com um filme razoável já me senti surpreendido.

Embora não seja tão cômico como "Os Vingadores", o filme pôde arrancar boas risadas de mim e do restante da sala de cinema enquanto ainda mantinha um ar de certa seriedade em cenas que tendiam mais a ação e por vezes drama.

A maior parte das cenas estavam bem executadas - "apenas bem", nada de excepcional nelas - excetuando talvez a morte de uma pessoa, que foi muito mais breve e menos dramática do que ela merecia.

Visualmente, tivemos uma Asgard majestosa, com bons efeitos em 3D. A caracterização se manteve similar a do primeiro filme de Thor, com seus tons dourados, grandes edificações e palácios e tecnologia movida a magia (ou qualquer droga parecida com isso) como em Bifrost.
Os elfos negros, muito presentes no filme, também estiveram com um design interessante graficamente, além de terem uma língua própria e bem assustadora, digna dos vilões que são.
Embora suas motivações não sejam originais, seu comportamento e aparência rudes, sujos e vilanescos os tornam aceitáveis.

Me sinto estranho de estar dizendo - e talvez seja apenas um efeito de ter assistido ao filme com bastante sono - mas os diálogos entre os personagens estavam todos muito bem escritos, sendo um dos fatores que elevou a qualidade do filme.

De 0 a 10, eu daria uma nota de 7,5: Thor 2 - O Mundo Sombrio é belo e engraçado, mas para por ai.
O filme não é nenhum clássico, no entanto pode ser divertido principalmente para quem gosta de quadrinhos - por que para quem se interessa por mitologia, será decepcionante.
Para encerrar, digo que as cenas pós-créditos - como já é típico dos estúdios Marvel - nos deixam ainda mais ansioso para os próximos filmes.
Em breve, Capitão América e Vingadores 2 estão chegando!

Aguardem ansiosos, nerds!

Nenhum comentário:

Postar um comentário